Tutilla Aragão, brasiliense especialista em pesquisa científica, manteve sua rotina de home office por 10 anos. Ao se ver mãe de uma menina de 3 anos e um menino de 1, sua rotina em casa ficou ainda mais intensa e ela percebeu que precisava delimitar melhor sua vida pessoal da profissional.


Há mais ou menos 5 meses sendo residente no Manifesto, Tutilla topou conversar com a gente para falar mais sobre seu trabalho “um pouco atípico”, como ela mesma definiu, e também sobre as vantagens de estar em um ambiente compartilhado.

Manifesto Coworking - Com o que você trabalha?
Tutilla Aragão - Eu me formei em Turismo e sou especialista em pesquisa científica. Estou nessa área há 20 anos, e durante 11 estive no Ministério da Educação na área na compra de bases de dados e publicações de material científico.
Há 9 anos trabalho na Emerald Publishing, uma editora inglesa que tem escritório com umas 10 pessoas em São Paulo e eu trabalho sozinha aqui em Brasília. A empresa é focada em publicações e livros científicos para universidades e instituições. Hoje nós vendemos conteúdo para mais de 350 universidades brasileiras.
Temos uma base multidisciplinar e nossas publicações são de diversas áreas, como Turismo, Marketing, Comunicação e RH, mas somos internacionalmente conhecidos por produções nas áreas de Gestão e Negócios.


MC - E quais são suas atribuições na Emerald Publishing?
TA - Eu sou responsável pelo pós venda. Ofereço suporte a essas instituições e universidades que adquirem nosso material. Como nosso conteúdo é online, eu ensino as pessoas a fazerem pesquisa científica, ajudo pesquisadores a escrever artigos e livros e também dou assistência a todos os clientes. Como nosso conteúdo é online, eu fico responsável por auxiliar no uso do material e a recuperar informações.


MC - Como tem sido sua experiência trabalhando em um coworking?
TA - Fantástica! Eu trabalhei no regime de home office por 10 anos e é uma rotina um pouco solitária. Aqui nós temos contato com muitas pessoas e com áreas diferentes também. Essa iniciativa de conhecer o trabalho dos outros é recente, comecei por incentivo do pessoal da recepção mesmo.
Além disso, como eu trabalho sozinha, eventualmente preciso de serviços de outros profissionais, como TI ou videomarkers, por exemplo, e aqui sempre consegui alguém pra me dar uma ajudinha.

MC - Você recomendaria para outras pessoas trabalhar em um espaço compartilhado?
TA - Sem dúvida! Mesmo antes dos meus filhos nascerem, eu já me sentia muito mais
cansada por trabalhar em casa, às vezes eu parava alguma coisa do trabalho para resolver
alguma demanda de casa e vice-versa. Depois de me tornar mãe, senti mais ainda a
necessidade de separar a vida pessoal da profissional.
Estar no Manifesto me ajudou a criar uma disciplina muito boa com o trabalho, chego bem menos cansada em casa por conseguir administrar melhor meu tempo e também sempre
tenho a possibilidade de interagir, tirar dúvidas e até utilizar serviços de outros colegas
residentes aqui. Tem sido uma experiência muito bacana!

Precisa de alguém como a Tutilla?

Segue o contato dela: taragao@emeraldgroup.com

Comment